Opinião: “Shazam!”

Resultado de imagem para shazam filme

Em determinado momento do filme é dito “Família é mais que apenas palavras”. Com essa premissa, o novo filme da DC introduz mais um herói em seu mundo cinematográfico: Shazam (Zachary Levi). A palavra é extremamente conhecida por uma pessoa de qualquer idade e facilmente aliada à magia. Logo, magia é uma das bases do longa-metragem. E a trama construída pelo filme é bem simples. O adolescente Billy (Asher Angel) vive fugindo de lares adotivos, quando, após ser levado para um último, se depara dentro de uma caverna sendo transformado no herói que dá título ao filme.

Shazam! é uma produção muito divertida, com a pegada adolescente que o seu protagonista exala. Com referências a Game of ThronesHarry Potter e Rocky, o texto investe no humor mais pueril. Ao mesmo tempo, fala de família de forma sutil, mas passa uma mensagem construtiva, sem grandes pretensões. Com o personagem principal e seu antagonista sublinhados através de problemas familiares, o desenvolvimento disso poderia ser mais forte. O roteiro sofre com outros problemas. O primeiro é visto ainda nos primeiros minutos: o surgimento do vilão é feito de forma esquemática, sem qualquer inspiração – e isso é refletido durante o resto do filme, já que o antagonista não empolga ou não provoca medo e/ou tensão. O segundo ponto a se considerar é que demora mais de uma hora na apresentação de todos – apesar de tudo muito delicioso, poderia ser menor. O final do terceiro ato se alonga um pouco, mas o que ajuda nessa sequência é a direção.

Imagem relacionada

David F. Sandberg é conhecido por dirigir filmes de terror. O mais conhecido é o recente Quando As Luzes Se ApagamO último ato do longa tem o clima de filmes do gênero que consagrou o diretor (aliás, a opção por fazer essa cena se passar em um parque de diversões é de um entendimento narrativo admirável). Talvez por pesar um pouco a mão nas cenas mais dark, há uma distância muito grande do clima mais leve proposto pelo restante do filme. Algo elogiável é como a direção incorpora bem os elementos da HQ em seu cenário e na composição das cenas (novamente menciono os vinte minutos finais). As cenas de humor são naturais, realmente engraçadas e não soam forçadas, como se fosse uma obrigação.  Esse equilíbrio nos leva a falar sobre outra qualidade do filme: seu elenco.

Zachary Levi comprova ainda mais seu talento para a comédia. Além de conseguir incorporar completamente o ator que o interpreta como adolescente (o também ótimo Asher Angel), ainda aproveita-se das caras e bocas para “crescer” nas cenas mais descontraídas. A sua parceira com Jack Dylan Grazer é fantástica. O garoto (conhecido por It – Chapter One) traz uma naturalidade em cena que encanta. Não é à toa que o momento em que Shazam está testando seus poderes se tornou uma daquelas sequências que serão lembradas pelo resto do ano. Engraçadíssima!

Com duas cenas pós-créditos, Shazam! é mais um acerto na DC, que parecia estar perdida no seu mundo cinematográfico. Se Wonder WomanAquaman já consolidaram um bom caminho, Shazam entra para a equipe.

Avaliação do Filme: 75/100

Até a próxima! 😉

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Montez Olivero

Montez Olivero é estudante de cinema de Recife, Pernambuco. Escreve sobre as estreias da semana para você ficar por dentro do mundo da sétima arte. Viciado em filmes e séries a ponto de não responder mensagens por estar imerso neste mundo. Ou seja, um cinéfilo e seriador apaixonado e maníaco.

Latest posts by Montez Olivero (see all)