Papo Rápido – Black Hammer Vol 2., Uma bela história de superação, A obra-prima de Spielberg, CCXP e Lançamentos!

Bem-vindos a mais um Papo Rápido, a coluna na qual falo um pouco sobre coisas que eu tenha lido, ouvido ou assistido nos últimos tempos. Conversas rápidas e reflexões aleatórias sobre obras da cultura pop.

Black Hammer – Uma das melhores séries da atualidade

Eu já comentei sobre Black Hammer aqui no site, mas recentemente terminei a leitura do segundo volume da série e posso atestar sem sombra de dúvidas que esta é uma das melhores séries em publicação atualmente.

A forma como Jeff Lemire trabalha os personagens, ao mesmo tempo em que homenageia arquétipos de super-heróis famosos, é sensacional. O autor tem uma forma bastante própria em construir a relação entre os personagens, algo que é bastante característico em diversos de seus trabalhos. Os desenhistas, tanto Dean Armston quanto David Rubín (que tem umas sacadas narrativas bastante peculiares), são excelentes e ajudam Lemire a manter o tom intimista de sua história.

A série é publicada por aqui pela editora Intrínseca, que está fazendo um ótimo trabalho em edições num ótimo formato. Espero que lancem os spinoffs da série e os próximos volumes da série o mais rápido possível.

Russel Crowe, Ron Howard e uma bela história de superação!

Recentemente eu comentei sobre Blue Note aqui no site, um ótimo quadrinho sobre as histórias de um boxeador e um músico durante o período da lei seca nos EUA. Cinderella Man (conhecido como A Luta pela Esperança aqui no Brasil), é um filme com temática bastante semelhante, no qual acompanhamos a história real de James J. Braddock, um boxeador que estava em seu auge quando a crise de 1929 chegou ao país, fazendo com que ele passasse por diversos problemas financeiros, tento que lutar por um emprego para sustentar sua família. Ele consegue sua redenção voltando ao boze e se tornando campeão mundial.

Ron Howard e Russel Crowe já tinham feito uma ótima parceria em Uma Mente Brilhante, a biografia do matemático John Nash, que sofria de Esquizofrenia, e rendeu o Oscar nas categorias de Melhor Filme e Melhor Diretor para Howard. Cinderella Man é uma história tão bela quanto, super recomendada para fãs de boxe ou simplesmente de boas histórias.

A obra-prima de Steven Spielberg

Eu sou um grande fã de Steven Spielberg, assim como acredito que todo apreciador de cinema também seja. Sua habilidade em fazer filmes que são entretenimento puro, mas com uma técnica cinematográfica bastante apurada, é inigualável. Ele também produziu grandes obras com uma abordagem bastante séria, abordando temas como o preconceito e a guerra, como Cor Púpura, O Resgate do Soldado Ryan e, o que considero sua obra prima, A Lista de Schindler. Finalmente tomei vergonha na cara, separei três horas da minha vida e assisti este último.

O filme retrata a história de Oskar Schindler, um empresário alemão que salvou a vida de mais de mil judeus durante o Holocausto ao emprega-los em sua fábrica. Uma história lindíssima, sobre como a empatia e a compaixão podem salvar vidas.

O filme é incrível sob todos os aspectos, a direção é impecável, a fotografia é lindíssima, o trabalho de Liam Neeson como Schindler é magnífico, assim como a atuação de outros membros do elenco (que inclui nomes de peso como Ben Kingsley), a trilha sonora de John Willians é precisa, emocionando o espectador… Enfim, é uma obra muito poderosa. Acho que todos nós devíamos ver este filme ao menos uma vez, pois nos ajuda a entender como certas ações podem levar a verdadeiras catástrofes.

Feira do Livro da USP 2018

Pela primeira vez fui à feira do livro da USP, pois pela primeira vez ela rolou durante o fim de semana, mais especificamente dia 1 de dezembro. O evento estava bastante cheio, mas de certa forma era bastante tranquilo escolher os livros e fazer o pagamento, lembrando que tudo estava com no mínimo 50% de desconto. Diversas editoras que publicam quadrinhos, como Mino, Pipoca & Nanquim, JBC, Nemo, Aleph, Veneta, Todavia, Draco, marcaram presença. Foi ótimo para pegar alguns lançamentos ou publicações que deixei passar ao longo do ano.

Eu recomendo que você faça uma lista ao longo do ano e compre os livros e quadrinhos das editoras presentes na feira, já que assim dá pra economizar uma grana.

CCXP 2018

Resultado de imagem para CCXP 2018

Estamos bem próximos da CCXP 2018, que acontece entre os dias 6 e 9 de dezembro e que como de costume, terá cobertura do Justiça Geek. Como novidade, este ano estarei dois dias no evento, quinta e sexta, e tentarei fazer uma cobertura ainda mais completa, contando um pouco sobre o que vai acontecer por lá. Não percam!

Bom, e como vocês já devem saber, a cobertura da CCXP é uma das últimas publicações do ano aqui no site, seguida pela nossa tradicional lista de melhores quadrinhos lidos em 2018. Depois disso, entramos em férias (afinal, também merecemos né?) e voltamos em fevereiro de 2019.  Caso você queira entrar em contato com a gente, estaremos disponíveis nas redes sociais e no email (mesmo que demoremos um pouco pra responder).

Lançamentos da CCXP 2018

Falando em CCXP, você deve saber que diversos quadrinistas lançam seus trabalhos por lá, desde grandes nomes até artistas que estão no início de carreira. Vou comentar dois deles por aqui, mas não tenha dúvidas que você vai encontrar muito mais no evento.

O primeiro, que não é bem um lançamento do evento, é Meia-dúzia de Sapos, o mais novo trabalho de Gustavo Borges, com cores de Cris Peter. Você já deve conhecer o Gustavo, pois aqui mesmo no site eu já comentei sobre Pétalas, que foi um sucesso no Catarse, e ele recentemente lançou Cebolinha – Recuperação, quadrinho pertencente ao selo Graphic MSP e que em breve será comentado aqui no site. A Cris você deve conhecer pelas cores dos álbuns do Astronauta, escritos e desenhados pelo Danilo Beyruth, o próprio Pétalas, em que ela fez parceria com o Gustavo, entre outros trabalhos para editoras como a Vertigo, Marvel e DC. Ah ela também é figura recorrente nos podcasts lá da galera do MDM.

Bom, e sobre o que é o quadrinho? Meia Dúzia de Sapos é uma narrativa longa, dividida em capítulos, que contará a vida de uma família que vive em um distante planeta, enquanto sobrevivem a uma crise intergaláctica. Personagens de diferentes raças se unem nessa saga que traz a dupla criativa responsável por Pétalas, volta com frescor e audácia de novas ideias e histórias para serem contadas

O quadrinho só estará disponível em 2019, mas o Gustavo teve uma ideia muito legal pra fazer a divulgação no evento. Para divulgar o projeto, foram feitos dois brindes, um pôster A3 do teaser 1 e um postal com acabamento holográfico do teaser 2, todo mundo que passar pela mesa de ambos no evento pode pegar, apenas precisa cumprir um leve desafio, para formalizar a brincadeira, que é curtir as páginas @6sapos, @coloristdiaries e @gustavoborgesart e apresentar como comprovante! Os artistas estarão presentes de 5 a 9 de dezembro, no Artist Alley. Cris na mesa C39 e 40, e Gustavo na C44 e 43. Fica de olho no trabalho dessa dupla, os dois mandam muito bem juntos.

O segundo quadrinho que eu vou comentar, e este sim estará disponível para venda já durante o evento, é o quarto volume de QUAD, a série de antologias de ficção científica criada por Aluísio Santos, Diego Sanches, Eduardo Ferigato e Eduardo Schaal.

QUAD4 apresenta novos personagens, histórias e pela primeira vez convidados na equipe criativa, com Marcelo Costa (MSP Capitão Feio) na arte de uma das histórias, e com o ilustrador Kako responsável pela capa. A coletânea é composta por quatro histórias, cada uma feita por cada membro do grupo, que se passam em um mundo pós-apocalíptico que referencia diversas obras que todos nós amamos. Ah, e como a campanha de financiamento foi um sucesso, também foram republicadas cincos histórias que só haviam sido lançadas em formato digital.

Você pode adquirir seu exemplar de Quad4 durante a CCXP 2018, nas mesas A43 e A44, autografado pelos autores. Não vai perder né?

Facebook: QUAD-HQ

Instagram: @quadcomics

Twitter: @quadcomics

www.quadcomics.com.br

E é isso. Você tem algo que gostaria de comentar sobre? Deixe aí nos comentários, vamos trocar ideias e recomendações. Até a próxima!

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.