Recomendação da Semana – Verões Felizes 1 : Rumo ao Sul

Bem-vindos a mais uma Recomendação da Semana, a coluna na qual recomendamos livros, HQs, filmes, séries e álbuns que achamos interessantes. E hoje recomendarei uma das melhores HQs que eu já li. Uma HQ que fala sobre a vida, sobre famílias, sobre raios de sol, sobre felicidade A indicação de hoje é Verões Felizes, escrita pelo belga Zidrou e desenhada pelo espanhol Jordi Lafebre.

Os membros da família Faldérault são as figuras centrais nesta história, que se inicia com Pierre e Mardô, pais de Louis, Nicole, Julie e Paulette, relembrando férias espetaculares que eles tiveram em verões passados. A história vai para o ano de 1973, onde acompanhamos uma dessas férias e aprendemos muitas lições.

Pierre e Mardô relembrando as excelentes férias que tiveram.

Pierre é um quadrinista, que vive perdendo o prazo de seus quadrinhos e sonha em emplacar uma série de sucesso. Mardô é uma vendedora de sapatos, que está insatisfeita com seu trabalho e com o curso que sua vida seguiu. Conforme a história vai avançando, descobrimos que o relacionamento deles não vai nada bem e que a viagem de férias que eles estão fazendo com a família pode ser a última.

A história é simples, pois não tem grandes acontecimentos, tramas ambiciosas, vilões ou algo do tipo. É simplesmente a vida como a conhecemos acontecendo, nos impondo desafios e nos fazendo criar forças para superá-los. Penso que este é o grande mérito do roteiro de Zidrou, pois ele parte de uma ideia simples para criar uma história apaixonante e que traz grandes lições.

É muito legal acompanhar o relacionamento entre os membros da família, a forma como eles ajudam e apoiam uns aos outros em todos os momentos, em como os pais estão tentando fazer com que as crianças não sejam afetadas pelas brigas deles, ou em como as crianças tentam fazer com que os pais se sintam melhor. Às vezes você ri de algumas situações, outras vezes você sentirá a tristeza que assola os personagens, seja por uma simples briga, seja por uma perda de um parente. A capacidade do roteiro em te colocar como um membro dessa família em tais situações é impressionante.

A arte de Jordi Lafebre acompanha a qualidade do roteiro. Seus cenários são belíssimos, fazendo com que o leitor realmente entenda o porquê da família em escolher o local de férias. O artista também desenha muito bem os personagens, que possuem características próprias, tornando-os ainda mais carismáticos. Algumas passagens mais abstratas e que remetem a sonhos e metáforas são muito bem pensadas e reiteram o talento do artista. Por tudo que eu já li vi que pro cara desenhar no mercado europeu ele definitivamente deve dominar tanto a arte quanto a narrativa com maestria.

Não falarei muito mais sobre a história pois acho que isso estragaria a experiência ao ler a HQ, que eu ressalto que você deve ler o mais rápido possível. Mas quero deixar aqui uma lição muito bonita que a HQ transmite: Por mais que o sol não brilhe sempre, devemos apreciar cada momento no qual ele aparece e ilumina as nossas vidas.

Já leu esta HQ? O que achou? Deixe seu comentário. Nossa coluna de recomendações volta semana que vem.

P.S: Pesquisando para escrever o texto vi que já foi lançado o segundo e o terceiro volumes da série na França. Espero que a SESI-SP traga-os para o Brasil logo.

Ficha Técnica

Editora : SESI – SP
Ano de lançamento: 2016
Páginas: 64
Preço: R$38,00
Onde encontrar: Livrarias e lojas especializadas

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.