Recomendação da Semana – Superman: Alienígena Americano

Bem-vindos a mais uma Recomendação da Semana, a coluna na qual recomendamos livros, HQs, filmes, séries e álbuns que achamos interessantes. A recomendação de hoje é um dos melhores quadrinhos sobre o Homem de Aço que eu já li. Estou falando de Superman-Alienígena Americano, quadrinho escrito por Max Landis e desenhado por Nick Dragotta, Tommy Lee Edwards, Joelle Jones, Jae Lee, Francis Manapul, Jonathan Case e Jock.

As desastrosas decisões tomadas pela DC com relação ao Superman nos últimos anos já são muito conhecidas pelo público, seja nos quadrinhos, com ideias no mínimo equivocadas, ou nos cinemas, com a deturpação criada por Zack Snyder (a qual criticarei até o fim da vida). Tudo isso fez com que os fãs do personagem se afastassem e que novos fãs não surgissem, já que era impossível gostar do Homem de Aço nesse período. Foi em meio a tudo isso, no ano de 2016, que Max Landis propôs uma minissérie á DC, na qual ele exploraria diversos momentos da vida de Clark Kent, dando maior enfoque ao Homem e não ao Super.

Em Alienígena Americano temos uma série de sete histórias, cada uma com um artista diferente, na qual Landis explora diversas facetas do Superman. Temos Clark descobrindo seus poderes ainda criança e tendo que lidar com isso junto com seus pais, ele já adolescente e utilizando seus poderes para ajudar a população de Smallville, sua chegada à Metrópolis e como sua atuação como Superman muda a cidade para sempre. Tudo isso lembra bastante a ótima Superman – As Quatro Estações, mas com as histórias sempre sob a perspectiva de Clark Kent.

A sensibilidade com a qual Landis trata o personagem e o que ele significa é notável, seja quando ele está aprendendo a voar, seja quando ele tem que combater uma criatura tão poderosa quanto ele. Você se afeiçoa ao personagem logo de cara, entendendo suas dúvidas sobre o que fazer com suas habilidades especiais e em como isso pode afetar as pessoas ao seu redor. É tudo muito bonito e emocionante ver como o mito que conhecemos hoje foi construído e em como o Superman não é apenas Clark Kent, mas também todas as pessoas que o ajudaram ao longo da jornada, principalmente seus pais e amigos.

Todas as histórias são consistentes, ainda que tenham algumas melhores que outras. Gostaria de destacar duas delas: Pombo e Valquíria. Na primeira acompanhamos Clark ainda criança e em como ele está lidando com suas habilidades especiais, ao mesmo tempo em que seus pais também estão preocupados sobre o que fazer para proteger seu filho. É impossível não se emocionar. Na segunda história temos Clark já atuando como Superman, tendo que enfrentar um ser tão poderoso quanto ele para salvar Metrópolis, assim como acompanhamos a evolução de seu relacionamento com Lois Lane. Simplesmente incrível.

A edição da Panini faz jus à qualidade do conteúdo, com capa dura, papel de boa qualidade e extras bem interessantes, como o processo de composição de páginas e a proposta original de Landis para a DC, com um resumo do que cada história iria tratar caso a série fosse aprovada. Há também alguns cards na edição, já que ela faz parte das comemorações dos 80 anos do personagem aqui no Brasil.

Superman-Alienígena Americano é uma belíssima história, um verdadeiro presente para todos os fãs do personagem. Faz com que o leitor queira que Landis escreva mais histórias do personagem, mas isso é muito pouco provável, já que o roteirista foi acusado de abuso sexual e a DC dificilmente vai querer esse tipo de associação com o personagem (o que é muito correto). A despeito disso, o quadrinho é uma das melhores leituras que tive esse ano e tenho certeza que você também vai se emocionar. Você já leu o quadrinho? O que achou? Deixe sua opinião aí nos comentários.

Para comprar esse quadrinho clique AQUI. Ao comprar pelos nossos links você nos ajuda a continuar trazendo Justiça pra Cultura Pop! Ah e sempre tem um desconto bem legal 😉

Ficha técnica

Editora :  Panini
Ano de lançamento: 2018
Páginas: 228
Preço: R$ 74,00

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.