Demolidor Revelado-Review

A editora Panini através da linha Marvel Deluxe republica a premiada fase de Brian Michael Bendis e Alex Maleev à frente do Demolidor. Esta fase é considerada por muitos a melhor do personagem após a passagem de Frank Miller.

Este encadernado chamado de Revelado, apresenta o primeiro arco da fase da dupla Bendis e Maleev. Lá fora, foram lançados três encadernados contendo toda esta fase, porém eles possuem mais páginas do que a edição da Panini e ainda não temos a informação de quantos encadernados a Panini lançará para cobrir toda esta fase.

Bem, e qual é a história que aborda este primeiro arco chamado Revelado? O Demolidor tem sua identidade secreta revelada por um jornal, devido ao vazamento desta informação por parte da máfia, tornando sua vida um verdadeiro inferno, obrigando-o a lutar para provar que esta informação não é verdadeira. Porém a luta que ele tem que travar não é nas ruas como Demolidor mas sim nos tribunais na figura de Matt Murdock. Em paralelo a estes problemas na vida de Murdock, o crime organizado da cidade de Nova York está em conflito, já que houve uma tentativa de assassinato contra o Rei do Crime, surgindo assim um vácuo no poder e uma luta entre os criminosos restantes pelo posto de Rei.

A narrativa que Bendis emprega nesta fase é muito semelhante a uma série de TV, devido à sua dinâmica e elaboração das tramas. A habilidade que autor tem em escrever personagens mais urbanos é muito grande, com seus diálogos afiados e referências à vida cotidiana que trazem um tom de realismo pouco encontrado em séries de Hqs mainstream. Pode-se considerar que aqui Bendis estava em seu auge como escritor, pois faturou dois prêmios Eisner enquanto escrevia esta série nos anos de 2002 e 2003.

Já a arte não fica atrás em termos de qualidade, já que o estilo realista de Alex Maleev combina muito bem com o clima que Bendis queria transmitir. Seu traço sujo em conjunto com as cores escuras utilizadas combinam muito com o personagem. Graças a esse trabalho, Maleev, ao lado de Bendis, também ganhou um prêmio Eisner de melhor série continuada em 2003.

A edição da Panini traz ainda mais um arco chamado “O Julgamento do Tigre branco”, desenhado por Terry Dodson, no qual um herói é julgado por um crime que não cometeu e Matt Murdock fica encarregado de realizar sua defesa (arco bem legal, porém com bastante cara de “fill in”). O encadernado apresenta um belo acabamento e possui excelente qualidade de papel, porém peca na quantidade de extras. Traz apenas uma galeria de capas quando podia também trazer algumas artes conceituais ou partes do roteiro, extras que são comuns em diversas edições de luxo inclusive na própria linha Marvel Deluxe.

Simplesmente indispensável em qualquer coleção, provavelmente é um dos melhores quadrinhos escritos na década passada e em minha opinião está empatada com a frase Frank Miller como melhor fase do Demolidor. Pra você que viu a série do personagem e se interessou por ler os quadrinhos ou para os leitores mais antigos, este quadrinho é recomendadíssimo.

Ficha Técnica

Editora : Panini
Ano de lançamento:2015
Páginas:354
Preço:R$ 92,00
Onde encontrar:Livrarias e lojas especializadas

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.