Papo Rápido – O Superestimado Arqueiro Verde de Jeff Lemire, as habilidades cênicas de Jim Carrey, divulgação do Quadrinho nacional, interpretando Bruce Wayne, CCXP 2017 e férias!

Bem-vindos a mais um Papo Rápido, a coluna na qual falo um pouco sobre coisas que eu tenha lido, ouvido ou assistido nos últimos tempos. Conversas rápidas e reflexões aleatórias sobre obras da cultura pop.

O Superestimado Arqueiro Verde de Jeff Lemire

A fase do Arqueiro Verde escrita por Jeff Lemire e desenhada por Andrea Sorrentino, com cores do brasileiro Marcelo Maiolo, foi elogiada por diversos veículos, que alegaram ser uma das melhores fases do personagens. Essa galera precisa ler mais Mike Grell e Denny O’Neil.

As histórias não são ruins, mas também não são essa obra-prima que pintam por aí. As tramas me lembraram bastante Arrow, com um Arqueiro jovem, inexperiente e bastante impulsivo. O trabalho vale mais pela arte e cores, essas sim espetaculares, do que pelo roteiro. Espero que a série melhore nos próximos volumes, pois sei que Lemire é um grande roteirista. Mas recomendo que, se você tem uma verba controlada para gastar com quadrinhos, gaste sua grana com outra coisa.

O Mundo de Andy e Jim & Andy – The Great Beyond

Jim Carrey é lembrado pelos filmes de comédia dos anos 90 que cansamos de ver na Sessão da tarde, como Ace Ventura, o Mentiroso, Mascara etc. Pouca gente lembra que o cara é um grande ator que também consegue ser dramático quando necessário, como podemos ver em Brilho Eterno e em Mundo de Andy de certa forma.

Neste filme Carrey interpreta um de seus ídolos, Andy Kaufman, um comediante famoso nos EUA por quebrar diversos paradigmas utilizando um humor pouco usual. O filme é dirigido por Milos Forman, conhecido por Amadeus e Um Estranho no Ninho, e garantiu à Carrey o Globo de Ouro como melhor ator.

O documentário Jim & Andy – The Great Beyond, produzido pela Netflix, mostra os bastidores do filme. Nele ficamos sabendo como Carrey incorporou Kaufman de forma que não saía do personagem em nenhum momento, exigindo ser tratado como tal mesmo com as câmeras desligadas. O documentário consiste em uma longa entrevista com Carrey, na qual ele traça paralelos entre sua carreira e a de Andy Kaufman e também reflete sobre atitudes que tomou ao longo de sua vida. É um material interessantíssimo.

Tanto o filme quanto o documentário são super recomendados. Só acho estranho que o filme não esteja na Netflix…

A polêmica sobre a divulgação do Quadrinhos nacional

Você deve ter visto a mais recente polêmica sobre a divulgação e a crítica do quadrinho nacional que rolou nas redes sociais entre grandes figuras da indústria. Não vou me alongar muito sobre o tema pois acho que tudo que tinha pra ser falado já foi dito.

Gostaria de ressaltar a postura do Justiça Geek que sempre está disposto a divulgar o Quadrinho nacional, como já fizemos diversas vezes. Se você é um autor independente e está lendo este texto, entra em contato com a gente, seja por email, Facebook, Twitter ou sinal de fumaça e mande informações sobre o seu trabalho. Ficaremos felizes em divulgá-lo ou, se possível, resenha-lo aqui no site.

Batman da Telltale

Se você conhece games sabe que os jogos da Telltale consistem em tomarmos decisões que moldaram a nossa trajetória durante a história. A empresa já criou jogos baseados em The Walking Dead, Fábulas, Game Of Thrones e Batman, que é o que eu gostaria de comentar.

Eu estou no terceiro capitulo, num total de 5, da primeira temporada (sim, esses jogos lembram uma série de TV) e estou gostando bastante dos rumos que os roteiristas deram a alguns personagens e os caminhos que se pode trilhar durante o jogo. Amizades improváveis, traições imprevisíveis e questionamentos que Bruce Wayne nunca tinha visto aparecem neste jogo. Se você curte o personagem recomendo que jogue este game.

CCXP 2017, fim de ano e férias

Estamos nos aproximando da CCXP 2017, que vai rolar entre os dias 7 e 10 de Dezembro e o Justiça Geek estará lá no Sábado, dia 9, para realizar a cobertura do evento. Gosto muito do evento pois é uma oportunidade de encontrar uma galera, alguns amigos que formamos ao longo dos eventos de quadrinhos, que só temos a oportunidade de ver lá. Acho que vai ser bem legal, pois o evento só tem melhorado desde sua primeira edição.

Após o evento publicaremos nossa cobertura, na qual comentaremos tudo que conseguirmos ver por lá. Vai ser um texto bem legal, então fiquem ligados!

Depois disso, publicarei a minha tradicional lista de Melhores quadrinhos lidos no ano, que servirá de recomendação pra galera que está procurando boas leituras. Após a publicação deste texto o Justiça Geek entrará de férias (afinal merecemos né? Rs) e voltaremos em Fevereiro de 2018. Vai ser um período muito bom para descansarmos e refletirmos sobre os rumos do site e sobre novos conteúdos que pretendemos fazer.

Caso você queira entrar em contato com a gente, estaremos disponíveis nas redes sociais e no email (mesmo que demoremos um pouco pra responder).

E é isso. Você tem algo que gostaria de comentar sobre? Deixe aí nos comentários, vamos trocar ideias e recomendações. Até a próxima!

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.
  • Luciano Da Silva Farias

    O Arqueiro Verde do Jeff Lemire não tem nada de superestimado,é um fase realmente excelente.

    • Lucas Araújo

      E aí Luciano, blz?

      Cara, eu realmente não gostei desse primeiro volume da série. Como disse, me pareceu simplesmente um episódio bem escrito de Arrow ( o que não é grande coisa…), mas talvez minha opinião sobre este run mude com o resto dos encadernados. Vou dar mais uma chance.

      Valeu pelo comentário, Abs!