Recomendação da Semana – Rugas

Bem-vindos a mais uma Recomendação da Semana, a coluna na qual recomendamos livros, HQs, filmes, séries e álbuns que achamos interessantes. Hoje falarei sobre uma sensível e impactante, que te faz pensar sobre como agiria na mesma situação. A recomendação de hoje é Rugas, quadrinho escrito e desenhado por Paco Roca.

Roca é um autor espanhol, vencedor de diversos prêmios na Europa, dono de um traço elegante e uma narrativa que impressiona já nas primeiras páginas. Ao ouvir relatos de um amigo sobre o pai que estava passando por dificuldades devido a velhice, além de ver sua mãe, uma mulher orgulhosa, tendo que comprar sua primeira bengala, Roca decidiu escrever sobre uma das doenças mais assustadoras que conhecemos: o mal de Alzheimer.

O quadrinho conta a história de Emílio, um ex-executivo bancário que sofre de Alzheimer e é enviado para um asilo por sua família, que já não consegue mais lidar com as dificuldades impostas pela doença.

Ao chegar no Asilo, Emílio conhece outros idosos com problemas diversos, como surdez, problemas de mobilidade e depressão. O principal desses personagens é Miguel, que se torna amigo de Emílio e é um senhor que aparentemente está naquele ambiente porque quer, não tem família e vive aplicando certos golpes com os outros moradores do local. Com o andamento da história, vemos que sua condição não é tão simples assim.

Mesmo o Alzheimer sendo uma doença devastadora e aterrorizante, Roca fala sobre o tema com muita sensibilidade e certa leveza, apresentando até mesmo doses de humor em algumas partes. Além disso, ele demonstra ter pesquisado muito sobre o assunto e, como ficamos sabendo no posfácio, submeteu o quadrinho à uma consultoria médica para melhor apurar as informações. O cara não estava para brincadeira.

A narrativa de Paco Roca é soberba, demonstrando muita criatividade para mostrar os efeitos da doença no personagem principal, em como suas memórias vão desaparecendo. A transição de cenas também é utilizada para demonstrar os efeitos do Alzheimer, ao mostrar o personagem em uma situação do passado, mas que na verdade está acontecendo no presente. A própria capa do quadrinho representa muito bem a temática do quadrinho.

As cores também merecem destaque. Utilizando tons pastéis, o autor adequa as cores perfeitamente às emoções que quer passar em cada cena. Um belo exemplo disto é a cena na qual Miguel e Emílio vão ao segundo andar do asilo, no qual os pacientes em estágio mais avançado, em que as cores ficam sutilmente mais acinzentadas para mostrar toda a tristeza e sofrimento presente naquele ambiente.

É emocionante acompanhar a luta de Emílio contra a doença, em como ele não quer se tornar inválido e perder todas as memórias de sua vida e também triste perceber que essa é uma luta em vão, já que os efeitos da doença são inevitáveis. O autor nos faz refletir em como agiríamos tanto na posição de Emílio e em sua luta contra a doença, como no lugar de seu filho, que não conseguiu mais suportar a situação e decidiu enviar o pai para um asilo. O que você faria na mesma situação?

Gostaria de mencionar que ouvi falar neste quadrinho por indicação de Sidney Gusman, editor chefe do Universo HQ e da MSP, sendo responsável pelo projeto Graphic MSP. Sidão conhece muito de mercado europeu de quadrinhos e recomendo que você fique ligado em suas recomendações, principalmente nas realizadas no podcast Confins do Universo (ouça o episódio sobre quadrinhos europeus clicando AQUI).

Rugas é um quadrinho fantástico, emocionante e reflexivo na medida certa. Espero que venda bem e que as editoras tragam mais trabalhos de Paco Roca, o cara realmente é um dos grandes quadrinistas da atualidade. Já leu este quadrinho? O que achou? Deixe sua opinião aí nos comentários.

Para comprar esse quadrinho clique AQUI. Ao comprar pelos nossos links você nos ajuda a continuar trazendo Justiça pra Cultura Pop! Ah, e sempre tem um desconto bem legal 😉

Ficha técnica

Editora : Devir
Ano de lançamento: 2017
Páginas: 106
Preço: R$ 59,00

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.