Recomendação da Semana- Mestres modernos vol.2 John Byrne

E aí pessoal beleza? Este é o primeiro texto de uma coluna semanal aqui do Justiça Geek que se chamará “Recomendação da semana” (Nome genérico eu sei, mas pelo menos é bem didático rs) na qual os colaboradores do site se revezarão para fazer breves recomendações de algo que tenham consumido durante a semana, seja uma hq, um livro, um filme, uma série, um jogo etc. Essa semana falarei sobre um livro bastante interessante lançado pela editora Marsupial em 2014:Mestres Modernos vol 2-John Byrne.

A série Mestres Modernos consiste em entrevistas biográficas com diversos artistas da nona arte e aqui no Brasil a Marsupial já lançou 3 volumes, sendo os artistas abrangidos George Pérez, John Byrne e José Luis García-Lopez respectivamente. Porém, lá fora, esta série (chamada de Modern Masters) possui dezenas de livros já publicados (clique aqui para conferir alguns), todos com grandes nomes da indústria de quadrinhos norte-americana.

John Byrne foi um dos grandes nomes dos quadrinhos nos anos 70 e 80 e definitivamente marcou seu nome no panteão de lendas nessa indústria com trabalhos essenciais como seu run ao lado de Chris Claremont nos X-Men, sua passagem aclamada no Quarteto fantástico, a reformulação do Superman pós Crise nas Infinitas Terras e o auxílio à Mike Mignola nas primeiras histórias do Hellboy. Byrne é com certeza um dos meus artistas favoritos!

Nessa entrevista, conduzida por Jon B. Cooke e Eric Nolen – Weathington , Byrne faz um relato de sua vida e carreira desde os primórdios, quando fazia fanzines ao lado de outros futuros artistas/escritores como Roger Stern, passando pela sua entrada e ascensão na Marvel, sua ida à DC para fazer a reformulação do Superman Pós-crise, as famosas  brigas com editores, os trabalhos com personagens menores, a criação do selo Legends na Dark Horse e finalizando com sua volta à DC. A entrevista foi publicada em 2006,antes de Byrne ter novamente saído da DC e ter ido trabalhar na IDW(onde está até hoje), porém há um capítulo, exclusivo para a edição brasileira aliás, que é escrito por Érico Assis(tradutor do livro) no qual ele atualiza a situação de John Byrne para os dias atuais e faz um guia de tudo que já foi publicado no Brasil que contenha o nome do autor.

É bastante interessante ver Byrne comentando sobre seu processo criativo, sobre suas influências, sobre a indústria de quadrinhos em si, sobre alguns nomes conhecidos, alguns são seus desafetos é verdade. Ele não mede palavras e é bem honesto em suas respostas, emitindo opiniões que talvez algumas pessoas não gostem sobre quadrinhos.

Eu recomendo este livro principalmente para quem já é fã de John Byrne ou que já acompanhou alguns de seus trabalhos. O trabalho editorial da Marsupial está muito bom, além da entrevista e do capítulo exclusivo da edição brasileira o livro também conta com uma espécie de Sketchbook em seu final, com diversas artes, algumas inéditas, em preto e branco.

E você, consumiu algo interessante essa semana? Deixa aí nos comentários ou comente sobre o que você pensa sobre John Byrne. A troca de recomendações é sempre bastante interessante pra ambas as partes. Até a próxima!

Ficha Técnica

Editora: Marsupial
Ano de lançamento: 2014
Páginas: 128
Preço: R$ 39,00
Onde encontrar: Livrarias e lojas especializadas

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

The following two tabs change content below.

Lucas Araújo

Programador, estudante de TI e co-fundador do Justiça Geek. Fanático por quadrinhos, aficionado por filmes e séries, leitor faminto, gamer esporádico e músico (muito) frustrado. Gosta de falar sobre tudo isso em seu tempo livre(ou até mesmo quando não está tão livre...), debatendo questões essenciais para a humanidade como quem vence um crossover entre super- heróis, qual é seu escritor favorito e se um filme foi bem feito.